O que é melhor: Gelo ou calor local?

O uso de gelo (crioterapia) ou calor local (termoterapia) é uma dúvida muito frequente nas dores crônicas ou após entorses, contusões, lesões musculares e contraturas.

Vamos explicar resumidamente a fisiologia e enumerar as indicações de ambos os tratamentos.

Crioterapia

Indicada em lesões agudas como:
• Entorses
• Derrames articulares
• Contusões
• Lesões musculares

A diminuição da temperatura local visa restringir a resposta inflamatória e conter possíveis sangramentos, oriundos de lesões vasculares. Com o uso do gelo, conseguimos reduzir o diâmetro dos vasos sanguíneos e, consequentemente, a chegada de mediadores inflamatórios no local da lesão. O resultado é a diminuição do edema e controle da dor no sítio lesionado.

Termoterapia

Indicada em lesões crônicas ou subagudas e contraturas musculares. Alguns exemplos são:
• Artrose
• Contraturas (principalmente paravertebrais)
• Auxílio na absorção de hematomas

O aumento do calor local promove uma vasodilatação que viabiliza maior aporte sanguíneo e, consequentemente, maior oxigenação local.
O estímulo térmico nas terminações nervosas, promove uma analgesia transitória.
A resposta térmica do tecido colágeno e o aquecimento dos fusos musculares promovem um excelente resultado com o calor, nos casos de contraturas musculares.

É importante lembrar a importância de procurar seu médico para um correto diagnóstico, antes de iniciar qualquer tipo de tratamento.

DEIXE UMA RESPOSTA