Doença de Osgood Schlatter

Uma causa comum de dor no joelho do adolescente

Toda criança entre os 10 e 15 anos de idade, que inicie dor súbita na região anterior da tíbia proximal (parte inferior do joelho), é uma candidata a ter a Doença de Osgood Schlatter.

A doença consiste numa osteocondrose acometendo o núcleo de ossificação secundário (onde fica a cartilagem de crescimento) da tuberosidade anterior da tíbia (TAT). É, na verdade, uma irritação local causada por uma tração excessiva do tendão patelar na TAT. É mais comum em meninos e geralmente ocorre por volta dos 13 anos de idade, devido ao estirão do crescimento e, consequentemente, maior atividade metabólica na cartilagem de crescimento. Quanto maior o grau de atividade física do paciente, maiores são as chances de desenvolvimento do quadro.

O sintoma principal é dor que se instaura de forma aguda na região anterior da tíbia (na frente do joelho). Edema e vermelhidão local podem acompanhar o quadro. Alguns pacientes apresentam importante déficit funcional e já não conseguem realizar atividades físicas no momento do diagnóstico.

O diagnóstico de Osgood Schlatter é iminentemente clínico, podendo-se utilizar a ressonância magnética para confirmação e acompanhamento do tratamento.

A doença é benigna e autolimitada. Medidas conservadoras como retirada da atividade física e utilização de anti-inflamatórios resolvem satisfatoriamente a maioria dos casos. Geralmente após poucos meses o paciente já suporta o retorno às atividades físicas.

Na presença de dor aguda e persistente na região anterior do joelho, é muito importante levar o adolescente até um ortopedista para uma avaliação.

Créditos:
Dr. Daniel Rosa – Ortopedista e Especialista em Joelho RJ

Site Dr. Daniel Rosa

Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho

DEIXE UMA RESPOSTA